RÁDIO

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Pantomima: Espelhos - Templo Batista de Itapuã 

terça-feira, 22 de outubro de 2013

terça-feira, 28 de maio de 2013















Pantomima: Domínio
Apresentada no culto de encerramento do mês da família no Templo Batista Itapuã
Em 27/05/2013

terça-feira, 7 de maio de 2013


Simplesmente MÃE!

Passos curtos e rastejantes

quebram o silêncio da noite
no imenso vazio da casa...

...e um facho de luz
da porta entreaberta
desvenda o semblante opaco,
os olhos em lágrimas de uma mulher.
Que detida em seu eu,
se esquece por um momento
da missão que dignamente cumpriu.

Mas o próprio silêncio
que lhe faz companhia,
sussurra baixinho num monólogo sem fala
fazendo-a recordar:

- Mãe...mãe...!
Você não se lembra
das vezes em que chorastes
com o olhar já sem brilho,
quando vias no filho o perigo chegar?!
Era uma tosse incessante,
ou um estado febril,
um cansaço constante ou até mesmo o frio.
Eras tão insegura na fragilidade de mãe
que o temor e a tristeza não podias conter,
pois desejavas no filho, a saúde, o sorriso
para vê-lo tranqüilo viver e crescer.

Quantas vezes o teu colo foi leito,
travesseiro o teu peito, pra quem veio de ti.
Tu cantavas cantigas e ninavas contente
pra que o ser inocente pudesse dormir!
Sacrificastes teu sono em noites perdidas,
pra o materno dever fielmente cumprir
quando a criança no berço
sem consôlo chorava
mas com a tua presença voltava a sorrir.

- Mãe... fostes protetora em noites escuras
quando em meio às agruras estavas ali.

-Agora, sentes
que o tempo tão depressa passou.
Porque as forças te faltam,
porque os ombros pesam sobre teu corpo
e teus olhos ofuscam as coisas que se vêem,

Mas nada apagará  teu brilho,
o inestimável valor de mãe.
Porque és consolo na aflição,
luz na desesperança,
força na derrota,
piedade e compaixão...

Quem perde uma mãe,
perde um peito onde reclinar a cabeça,
uma mão que guia e abençoa,
um olho que protege,
perde a luz, a direção...

Nesta introspecção
e neste doce enlevo d’alma,
o orgulho conteu suas lágrimas
e a noite tão depressa se foi.
A luz dissipou as trevas
revelando que já é dia,
o reinício da jornada
da dura vida de mãe!

Mas agora...
no peito leva a certeza,
que no coração há nobreza,
fruto de uma missão,
da missão de ser
não apenas mulher
mas sobretudo a coragem de ser
simplesmente MÃE!

Clóvis Amaral

TÍTULO: CHUVA, RIOS E VENTOS.

TEXTO: Mat. 7: 24-27

INTRODUÇÃO: Estes termos são bem presentes em nossa vida diária e aplicado à vida familiar eles fazem muito sentido. Estas expressões: chuva, rios e ventos, Cristo utilizou se referindo a casa construída na rocha e na areia. Ambas sofrem a ação desses elementos, mas apenas uma subsiste. O prudente é aquele que edifica sobre a rocha e o insensato o que edifica sobre a areia. O que significa chuva, rios e ventos? Significa que, o problema vem de cima, vem de baixo e pelos lados.
CHUVA - São as aflições momentâneas como chuvas de verão, que chegam sem que estejamos preparados. Essas sempre nos pegam desprevenidos.
RIOS - São as aflições que nos atacam por baixo e afeta nossa estrutura, a base: família, empego, vida social, etc.. Como os rios que enchem de baixo para cima juntamente com seus AFLUENTES.
VENTOS - São as tentações e os ataques do inimigo que lança suas flechas para nos atingir. Este muitas vezes usa pessoas do nosso convívio, que está ao nosso lado, dentro de nossa casa, nossas amizades, são os ventos.

Várias famílias na Bíblia passaram pela chuva rios e ventos
1. A família de Lázaro – João 11.1-45
2. A família de Jairo – Lc. 8.40-56
3. A família da viúva de Naim – Lc. 7.11-17
4. A família de Jacó, Abrão, Jó e tantas outras.

TESE: COMO PASSAR PELA CHUVA, RIOS E VENTOS DA VIDA E MANTER-SE FIRME?

1. SENDO UM CONSTRUTOR PRUDENTE
Mat. 7:24
Cristo é a Rocha – I Pe 2:6,7; I Co 10:4


2. FORTALECENDO DIA A DIA OS LAÇOS FAMILIARES
Na cabeça de muitos filhos e pais o lar não passa de: um hotel, onde os membros se encontram apenas para passar uma temporada, se alimentar e dormir; um posto de gasolina aonde só vai para trocar o óleo: um campo de batalha, onde os membros se unem para guerrearem; uma sala de meditação transcendental, onde não se faz nada só relaxam e ficam fora de área.
O conceito de famílias se perdeu em várias casas, falta: companheirismo, amor, comunhão compartilhamento, harmonia...

3. NÃO DAR BRECHA PARA O INIMIGO
A) A primeira família Adão e Eva, caiu por que deu brecha para o inimigo Gen. 3:1-6
Vs 1-5 – A mulher dar ouvido a Satanás
V. 6 – Deixar se levar pelo que o mundo oferece
V. 6b – influenciou negativamente os membros da família
V.7 – Esconderam de Deus os seus erros

B) Adubar o terreno de sua casa para a plantação do inimigo: egoísmo, ressentimentos, ausência de perdão, mágoas, lembranças do passado, impurezas, lascívia, infidelidade, frieza espiritual, mundanismo – tudo isso está dentro das nossas casas;

4. NUNCA DEIXAR JESUS DE FORA DE SUA FAMÍLIA
Ilustração prática
Quando Jesus está em casa – Há cura em casa
Quando Jesus está em casa – Há alegria em casa – Festa Caná da Galileia
Quando Jesus está em casa – Há suprimentos
Quando Jesus está em casa – Há paz, há vida, há salvação.

CONCLUSÃO: Todas as famílias são atacadas diariamente pelas chuvas, rios e ventos da vida, que todos esses elementos juntos formam as famosas tempestades. Mas a diferença entre uma família e outra está exatamente em seu alicerce. Aquela que estiver alicerçada na Rocha que é Jesus passará facilmente por essas tempestades e se manterá firma, mas a que estiver alicerçada na areia certamente cairá.

terça-feira, 16 de abril de 2013


PRÁ QUEM VOCÊ DAR SINAL VERDE?
(Adaptação de um quadro de programa de TV)

Modalidade: Dinâmica
Quantidade mínima de jovens necessária: Não tem limite
Tempo médio: Variável

Desenvolvimento:
O facilitador preparará com antecedência em média 12 círculos com 15cm de diâmetro confeccionados com papel guache vermelho e verde, de forma que, de um lado seja verde e do outro vermelho. Na face verde deve ser escrito em cada círculo um tema como: Drogas, homofobia, ecumenismo, aborto, dízimo, oração, divórcio, masturbação etc... Estes círculos deverão ser fixados em um quadro negro ou lousa de forma que a face vermelha fique a mostra e a face com os temas oculta. Em seguida, o facilitador convidará voluntários para ir a frente e escolher um círculo, quando na ocasião deverá dizer se “dar ou não sinal verde” para aquele assunto, ou seja, se concorda ou não com aquilo. Cada componente  deverá explicar sua decisão. Se for dado sinal verde, o facilitador deverá virar o circulo fixando-o ao contrário de forma que a face verde fique a mostra.

Objetivo: Causar um ambiente descontraído em que todo o grupo seja envolvido, provocar a participação de todos com opiniões diversas e despertar o interesse  dos jovens para assuntos polêmicos verificando o nível de maturidade e conhecimento sobre os assuntos.

Dicas: É imprescindível o preparo prévio do facilitador, para que, com carinho se instrua corretamente os jovens não permitindo pontos de vistas contrários à fé cristã ainda que incialmente seja esta a posição de alguns na hora de revelar o tema escolhido no círculo.  

segunda-feira, 15 de abril de 2013


BOMBA NAS MÃOS

Modalidade: fórum de discussão
Quantidade mínima de jovens necessária: 12
Tempo médio: 30 min

Desenvolvimento:
Dispor o grupo em círculo, ler uma passagem bíblica pertinente ao assunto escolhido e em seguida revelar a bomba que a equipe tem para desativar. A bomba é um tema polêmico que será exposto ao grupo pelo facilitador como por exemplo: A igreja contemporânea e a música secular, qual sua opnião?; cultura e fé - ele pode mas eu não posso (fumo, álcool, piercings, tatuagens etc). Pirataria, onde estou pecando? Opção sexual a luz da ciência e da Bíblia;

Considerações:
·         O facilitador deverá preparar-se antecipadamente com relação ao tema que ele escolher como “bomba” a fim de ajudar a equipe quando surgir argumentos contrários a palavra, duvidosos ou heréticos.

Objetivo: Esclarecer e despertar os jovens para temas tão atuais mais que a igreja prefere mantê-los no baú. 

COMPARTILHANDO OS PROBLEMAS

Modalidade: dinâmica
Quantidade mínima de jovens necessária: 12
Tempo médio: 30 min

Desenvolvimento:
Dispor o grupo sentado em círculo e pedir para que cada um leia versículos bíblicos de ajuda mútua, amizade e oração. O facilitador pode levar os versículos pré definidos, exemplos, Ti 5:16, Prov 17:17, Mt 25:40, Ti 5:15, entre outros. Em seguida, o facilitador entregará a cada participante meia folha de papel e um lápis onde cada um escreverá uma situação difícil que está vivendo, podendo ser no relacionamento com o namorado(a), na família, na igreja, na escola, no trabalho, autoestima, etc...pedir para que não olhem para o colega ao lado e não coloquem seus nomes. O facilitador recolhe e redistribui de forma que a pessoa que escreveu não poderá receber o seu próprio papel devendo informar caso isso aconteça para nova redistribuição.

Feito isso, o facilitador pede para que cada um leia o problemas que se encontra em suas mãos e informe à luz da palavra de  Deus uma solução possível. O grupo poderá discutir e ajudar.

A dinâmica é finalizada com uma oração pelos problemas e dificuldades de cada um

Objetivo: Compartilhar os problemas um com os outros a fim de encontrar soluções sem necessidade de se identificar. Muitas vezes nós mesmos não conseguimos enxergar uma saída para nossos problemas mas, nas mãos de uma outra pessoa uma solução é melhor direcionada.

GRANJEANDO TALENTOS

Modalidade: dinâmica
Quantidade mínima de jovens necessária: 12
Tempo médio: 30 min

Desenvolvimento:
Dispor o grupo sentado em círculo e fazer a leitura de Mt 25:14-30 (parábola dos dez talentos).
Em seguida fazer uma rápida explicação do texto e entregar a cada um, uma barrinha de chocolate talento. Neste momento deve-se explicar que cada um está recebendo o seu talento. Após a distribuição, o facilitador deverá sortear perguntas individuais para cada componente obedecendo à  sequência em que estão sentados. Caso o jovem sorteado não saiba a resposta, o facilitador deverá sortear um jovem  para responder (o sorteio do jovem pode ser pelo número conforme a sequência de ordem onde está sentado) e será feita a mesma pergunta para o jovem sorteado, que respondendo corretamente receberá o talento de quem inicialmente deveria ter respondido e não respondeu. Assim se dará prosseguimento na dinâmica, cada jovem terá sua pergunta (que deverá está em um recipiente para o sorteio) respondendo correto, continua com seu talento, e não respondendo ou respondendo errado perde seu talento para um outro jovem.

Considerações:
·         O jovem que  perder seu talento poderá entrar nos sorteios subsequentes para responder perguntas de outros jovens.

·         O facilitador poderá fazer duas rodas de perguntas, mas apenas para jovens que tenham talentos nas mãos.

·         Pode ser utilizado outro chocolate como sonho de valsa, batom garoto etc...

·         É bem provável que algumas pessoas acumule mais de um chocolate. Isso faz parte do objetivo da dinâmica

Dicas: As perguntas podem ser de conhecimentos gerais da história da igreja com por exemplo: O que significa o termo Batistas? Quem foi Lutero? Qual a origem do termo Bíblia? Em que século aconteceu a reforma protestante? Pode ser perguntas bíblicas como por exemplo: Quem foi considerado o pai da fé? O que significa Emanuel? O que significa apocalipse? Qual a última palavra da Bíblia? Pode ser perguntas atuais sobre sua igreja, como por exemplo: qual o nome completo do seu pastor? Quantos e quem são os diáconos da igreja? Quantos anos tem sua igreja?...; Ou ainda pode mesclar os tipos de perguntas. O facilitador deverá alegar que é dever de cada crente granjear os talentos do conhecimento e aprendizagem e por esta razão, se não responder correto perde o seu talento e será dado a outro.  

Objetivo: Despertar o interesse pelo aprendizado, conhecimento da palavra e história da sua igreja

DISCUSSÃO DE TEMAS EM PEQUENOS GRUPOS.

Modalidade: estudo bíblico
Quantidade mínima de jovens necessária: 12
Tempo médio: 50 min (para três grupos)

Desenvolvimento:
Após devocionais, divida os jovens em três ou mais grupos a depender da quantidade e distribua os temas para discussão entre eles à luz da Bíblia. Após o tempo estipulado que deverá ser de no máximo 20 min, o líder deverá pedir que cada grupo ou representantes deles vá à frente e explique
qual foi a conclusão do grupo para aquele assunto no tempo mínimo de 5 min. Neste momento será dada oportunidade para que o grupo seja questionado pelos demais que estão assistindo a apresentação o que irá gerar uma saudável discussão em torno do assunto. Caso os questionamentos não apareçam, o líder deverá questionar o grupo e provocar nos outros a discussão.

Os temas podem ser religiosos como: Fé e superstição - Bênção e maldição - Deus e o mal; Científico como: Eutanásia – criogenia - célula tronco; sociocultural como: o crente e o modismo - festas populares – o crente e a política; entre outros.

OBS. Distribua para anotações uma folha de papel sulfite (A4) e um lápis para cada grupo.

Objetivo: Aprimorar seus conhecimentos sobre temas diversos no menor tempo possível através de discussão em grupo

segunda-feira, 8 de abril de 2013


Título: UM DEUS QUE SURPREENDE

Texto: Efésios 3:20, Fil 4:19

Introdução: SURPREENDER é a ação que supera uma expectativa. Uma expectativa de nós mesmo ou de outrem. Surpreender é encantar, causar surpresa. Você já surpreendeu positivamente alguém? Você alguma vez surpreendeu a sua esposa? Surpreendeu o seu filho? Surpreendeu a você mesmo? Surpreendeu o próprio Deus? Quantas e quantas vezes Deus tem nos surpreendido em cada amanhecer. Quem não se lembra da história da pesca maravilhosa, do maná no deserto e tantas outras... Vejamos algumas passagens bíblicas em que Deus surpreendeu positivamente o seu povo

Nosso Deus é um Deus de surpresa porque está sempre a nos surpreender: Abraão Gen. 17:15-
17; Davi, simples pastor de ovelhas, o mais simples do filho de Jessé I Sam 16:1-13; Zaquel, Lucas 19:6; Lázaro João 11:3; João 2:9-10

TESE: POR QUE DEUS NOS SURPREENDE?

1. PORQUE ELE NOS AMA
·        Hoje mesmo estarás comigo no paraíso - O ladrão na cruz
·        Perdoa-lhes porque não sabem o que fazem – Seus acusadores
·        João 8:3-11 – A mulher adultera
·        Elias – I Reis 19:1-8 - Um zimbro no deserto, refugio de um desesperado. Local ideal para fim de uma carreira espetacular. Foi lá que ele pediu a morte. Mas é exatamente nas fraquezas do homem que vem as surpresas de Deus!

2. PORQUE ELE É MISERICORDIOSO
Misericórdia é Ter compaixão, compadecer-se. È o coração de Deus na miséria do homem.
Do latim: Miseris = Miséria, sofrimento, cárdia = coração. Quando pedimos misericórdia a Deus estamos pedindo que ele sofra conosco, ou que seu coração se mova com o nosso sofrimento. Ou seja, aproximar o sentimento de Deus aos nossos sentimentos. Por o coração de Deus nos nossos sofrimentos. E Ele nos surpreende com isso:
Misericórdia - não receber aquilo que você merece / punição impedida, contida
Graça - receber aquilo que você não merece / favor sem mérito algum de nossa parte.

Jonas – Salvo pela misericórdia de Deus
O povo no deserto – Lam 3:22

3. PORQUE ELE CONHECE NOSSAS MAIORES NECESSIDADES – Fil 4:19
O paralítico de Cafarnaum descido numa cama até Jesus – Mac 2:1-12
Observem atentamente o texto, e veja como Jesus surpreendeu aquele paralítico
Quem tem sede venha a mim e bebe – João 7:37
Mat 7:7-11 – O que Deus reserva de melhor para os seus filhos.

CONCLUSÃO: O desejo do coração de Deus é que cada homem o surpreenda através da entrega de seu coração mediante a fé. Faça isso para a glória do seu nome.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

sexta-feira, 22 de março de 2013


Título: O MAIOR DOS ERROS

Texto: Atos 7:51

Introdução. Existem muitos conceitos para o vocábulo “ERRO”: equívoco, engano, resultado falso, incorreção, delito, culpa. Todos nós cometemos erros, diariamente, pois os erros fazem parte do nosso cotidiano. Isto revela exatamente a nossa imperfeição (Ex. Casamentos, erros médicos, profissão, cursos, trânsito, vestibular etc...) Ilustração: O menino e o farmacêutico.
A ciência física diz que existem três tipos de erros:
1.     ERRO ANALÍTICO – É aquele erro que de tanto olhar para algo, ele passa por nossa frente e não conseguimos enxergar. A) Os médicos dizem que é nesta situação que um lado do cérebro está desativado; B) Os adeptos da Nova Era dizem que é quando o homem atinge o seu estado de Alfa;
2.     ERRO DE PARALAX – O erro que nos leva a ver uma coisa mas não é – uma troca daquilo que se vê (Troca cachorro por um gato)
3.     ERRO ABSOLUTO – Erro grosseiro, é quando vemos uma cor preta e falamos que é branca etc...
 A vida ensina que existem muitos outros erros além desses. No conceito bíblico erro é o mesmo que pecado  e pecar é errar o ALVO, e o maior exemplo para solidificar este conceito bíblico está na história da queda do homem. DEUS TEM DEFINIDO ALVOS DIVERSOS PARA O HOMEM, E CADA ALVO NÃO ATINGIDO ELE TRATOU COMO ERRO: Exemplos
·        Erros dos profetas e sacerdotes – por causa do vinho – Is. 28:7,8
·        Erro dos Saduceus – sobre a ressurreição - Mt 22:29-38
·        Erros dos falsos mestres – seguiam o caminho de Balaão – II Pe 2:15,16

TESE: O MAIOR ERRO É A NEGAÇÃO AO ESPÍRITO SANTO DE DEUS
         Função do Espírito: João 16:8-11   -   Ver. II Tess 5:19 – Relato de Estevão Atos Cap 7

         QUANDO O HOMEM RESISTI AO ESPÍRITO SANTO ELE ESTÁ:

1.     REJEITANDO O GOVERNO DE DEUS EM SUA VIDA
A)  O povo descaradamente rejeitou o Senhor I Sam 8: 4-7; 19-22 – 10: 17-20
B)   O Salmista Davi declarou: “ Nas tuas mãos estão os meus dias” Sal 35:15
Isto revela: Dependência - Gal 2:20
Isto revela: Confiança – Sal 125:1
Isto revela: Paz e gozo -

O que tem governado a sua vida? (cerveja, drogas, desconfiança, sofrimento, falsidade, ciúmes...)

2.     BUSCANDO RESPOSTAS PARA SUA VIDA EM LUGARES ERRADOS:
Uma das maiores inquietações do homem moderno é sobre o dia de amanhã... por isso muita gente tem buscado essas repostas em lugares errados. Exemplos:
A) Saul – consulta a uma necromante I Sam 28:14-19....a grande mentira V. 19; o castigo I Cron 10:13
B) As Romarias – Milhares vão aos santos por busca de resposta
C) Dados estatísticos sobre os terreiros: 1964 – 3200 centros, 1991 – 100.000 centros 2006 – 250.000

3.     TROCANDO A MORTE PELA VIDA
A) Em Mat 27:21,22 – Pilatos pergunta: “Qual destes dois quereis que eu solte?”.... “Então o que farei de Jesus chamado Cristo”?  BARRABÁS é sinônimo de morte – Escolher Barrabás é escolher a morte.

     CONCLUSÃO: Todo e qualquer erro cometido pelo homem tem suas consequências. A Bíblia nos afirma que o salário do pecado é a morte. O erro por pecar e permanecer no pecado é a separação eterna de Deus, é a morte no contexto espiritual. O propósito da vinda de Cristo a terra foi resgatar todos os homens desta morte através do Espírito santo que convence o homem do seu pecado. Resistir ou desprezar a função do Espírito Santo é escolher a morte e não a Vida. 

quarta-feira, 13 de março de 2013


Título: Um apóstolo sem vergonha

Texto: Rom 1:16; II Tim 1:12

Introdução – A declaração de Paulo é ousada e destemida. Pois escreve para a capital do império e contraria todo o conceito sobre a crucificação I Co 1:18. Humanamente falando, Paulo tinha motivos de sobra para se envergonhar do Evangelho, mas não fez... Sabem por que?
1. O evangelho era um caminho que estava sendo seguido pelos pobres e incautos em sua maioria;
Em Roma o Evangelho era ridicularizado como produto do fanatismo religioso, não sendo levado a sério;
Para os gregos era uma insensatez, uma loucura (como apenas um homem iria morrer por todos); para os judeus era uma pedra de tropeço, um escândalo (idéias contrárias ao judaísmo – o servo sofredor) I Co 1:22,23

2. Evangelho no grego é: EUANGELION que significa boa notícia, uma boa mensagem, boas novas
a) Os antigos autores gregos diziam que o evangelho era a recompensa por trazer boas novas;
b) Na Septuaginta, evangelho eram as próprias boas novas; uma notícia qualquer, contanto que fosse boa
c) No Novo Testamento, eram as boas novas de salvação, que em 150 DC com Justino foi atribuído também aos livros que narravam a vida de Jesus. Mas Paulo vai mais além e afirma que o evangelho é o próprio poder de Deus

TESE: ESTA DECLARAÇÃO DE PAULO FOI MOTIVADA POR TRÊS GRANDES RAZÕES QUE O TORNAVA UM APOSTOLO SEM VERGONHA DO EVANGELHO.

1. HAVIA UMA DÍVIDA A SER PAGA – Rom 1:14

Mas, Jesus, ao morrer na cruz, não pagou toda a dívida? ...sim, Jesus pagou a dívida dos nossos pecados; lemos isto em Cl 2.14: “Deus perdoou todos os nossos pecados e anulou a conta da nossa dívida... Ele acabou com essa conta, pregando-a na cruz”. Mas quando Paulo aceitou o pagamento de Cristo por sua dívida, ele passou a dever a todo mundo esta Boa Notícia: ...

1.1 – Paulo foi transformado e feito nova criatura At 9:1-5 – Mas a dívida dele não era com os homens
1.2 – Rom 13:8 – A ninguém devais coisa alguma a não ser o amor. Ilustração Lu 16:27,28 (rico e lázaro)

2. HAVIA UMA CONVICÇÃO INTERIOR - O PODER DE DEUS É INCOMPARÁVEL

No grego, o substantivo “PODER” é DINAMUS, aquilo que gera força, energia, poder explosivo, é de onde vem a nossa palavra “DINAMITE” – Este é o poder que causa mudanças e transforma as coisas...
Dentre as maiores buscas dos homens está a busca pelo “Poder”- Poder político, social, econômico, religioso
•Barack Obama -  tem o poder de mobilizar soldados para defender os interesses norte-americanos,
•Os governantes – tem poder para aprovar leis, taxas de impostos e até qual a religião oficial de um povo,
•A televisão – tem o  poder de alienar e escravizar as pessoas;
•A mídia – tem o poder de ditar as normas de conduta, modismo, influência ...
Mas todos esses poderes são limitados em si mesmos e visa o interesse dos homens em detrimento do fracasso dos outros.

2.1. O PODER DE DEUS É REAL E VISÍVEL – I Co 2:4,5

•Manifesto na criação – Jer 32:17; Heb 11:3
•Manifesto nos seus propósitos – Is 55:10,11
•Manifesto na história da humanidade – Ex 15:13, At 16:25
•Manifesto em nossas impossibilidades. – Mt 9:26, At 27:22 – Ilustração: A mulher necessitada

3. HAVIA UM PROPÓSITO DIVINO – A SALVAÇÃO DE TODOS – João 3:16

3.1 Certa atriz  numa entrevista fez a seguinte colocação: Sabe por quê eu não gosto desses cultos de crentes? É porque todo mundo lá é ex-alguma-coisa! é ex-isso, ex-aquilo… Porque crente tem “mania” de acreditar que a fé deles tem poder de restaurar a vida desses desgraçados?

Jesus responde a essa pergunta em Lu 5:31,32 é por causa do poder do evangelho que a igreja está cheia de ex-drogados, ex-beberrões, ex-derrotados, ex-tristes. Lu 19:10

A maior experiência de Paulo sobre a Salvação foi a dele próprio. Ele se tornou  um Ex-perseguidor At 9:1-5

3.2 João 3:16 – Cristo não faz acepção de pessoas a Salvação é para todos indistintamente:
 Zaquel, Raabe - Jos 2:9-13 (Heb. 11:31); A mulher samaritana (destruidora de casamentos)
Os ladrões na cruz

CONCLUSÃO

Paulo não tinha vergonha do evangelho e é o maior exemplo para a igreja em nossos dias.
As razões pelas quais Paulo não tinha vergonha do evangelho eram:
·    Ele era devedor;
·    O poder de Deus;
·    A salvação dos homens;

Título: O que Deus espera desta geração?

Texto: Ez 22:30

Introdução – A palavra geração na bíblia pode designar um espaço de tempo, família, casa ou até mesmo uma tribo. Na história da humanidade, muitas gerações já passaram, com suas características próprias, com seus costumes, com suas crenças, etc. Deus foi o único que contemplou cada uma delas. Certamente muitos homens entristeceram o coração de Deus com seus atos, com seus rituais e desobediência, a ponto de encontrarmos na bíblia características diversificadas das gerações que se foram e que não agradaram o coração de Deus:
Salmo 95:10 – Geração errante e alheia;  Salmo 78:8 – Geração rebelde e infiel; Deut 32:5 – Geração perversa e distorcida;  MT 12: 39; 9:19 – Geração má e adúltera - Prov. 30:11-14 – Histórico das gerações
Em Rom 12 encontramos uma instrução do apóstolo Paulo e esta instrução diz respeito com o não conformismo com mundo. Se conformar é ter a mesma forma de... Ser similar a... moldar-se de acordo com. Quando o apóstolo dizia “não vos conformeis, ele estava dizendo que os métodos do mundo, a forma não é adequada, não é normal”. Ficar, Tatuagem, piecing, culto à sensualidade, é tudo prática de uma geração pervertida.

TESE: O QUE DEUS ESPERA DESTA GERAÇÃO?

1. UMA GERAÇÃO DE INCONFORMADOS COM O MUNDO: Rm 1:16

A) Porque somos sal da terra e luz do mundo -  Mt 5:13-16
•O sal preserva os alimentos – Devemos preservar o mundo do apodrecimento moral e espiritual.
•A luz traz a tona o que estava oculto, esclarece, bani as trevas, orienta, dar segurança (“fazer as escuras”)
B) Porque temos a mente de Cristo – I Co 2:16
•Ter a mente de Cristo é pensar como Cristo pensou. (Fl 4:8)
•É agir como Jesus agia. João 2:13-17
•É afirmar com todas as letras “Não mais vivo eu, mas Cristo vive em mim”

2. UMA GERAÇÃO DE VERDADEIROS ADORADORES – Is 29:13

Adoração: Shachac (Hebraico) = Curvar-se, Proskuneo (Grego) Curvar-se. E ainda Latruo = Servidão
Muitas vezes somos adoradores verdadeiros, fieis de tantas outras coisas menos de Deus. (Televisão, corpo, namorado, namorada, ator/atriz, cantor, vício) - Adorar é reconhecer a soberania, o poder e o Senhorio de Deus.
•Na passagem de João 4:23,24, podemos identificar alguns dos aspectos de um verdadeiro adorador
A) Verdadeiros adoradores conhecem a Jesus. V.22 – Já beberam da água da vida
B) Verdadeiros adoradores vivem em santidade e tem uma vida de adoração 24h
C) Verdadeiros adoradores não busca sua própria glória - Como exemplo a história do Leproso – Mt 8:1-4

3. UMA GERAÇÃO DE CONQUISTADORES – Det. 1:21-30

Embora Deus lhe tivesse feito promessas e a terra fosse uma grande benção, toda uma geração perdeu a oportunidade de conquistá-la. Há muitas coisas que podem nos impedir de viver o melhor de Deus para nós:
A) Conquistadores precisam ter disposição: v. 26 – Lc. 9:62, Hb 10:39.
“Se você faz o que sempre fez, conseguirá o que sempre conseguiu”.  Conhecem o crente Gabriela! – eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim...
B) Conquistadores precisam ser obedientes e não rebeldes – v. 26
Deut 5:16 – Honrar pai e mãe;   I Co 3:16,17 – Somos o templo do Espírito..... Ec. 12:13
C) Conquistadores precisam aprender a não murmurar v. 27
Murmurar é falar entre os dentes – é reclamar – queixar-se    I Co 10:10, Nu 14:26
Js 1:7
D) Conquistadores são destemidos. v.28
Medo é derrota antecipada; o medo de perder tira a vontade de ganhar;
Medo é falta de confiança e falta de fé. Ex Igreja que tinha cultos nas quintas feiras e domingo porque ao lado tinha um terreiro de macumba... I João 4:18; 2 Tim 1:7 – “Não temas”  365 vezes
A geração de Josué foi uma das gerações que mais conquistou. O próprio Josué recebeu uma cidade como resultado de suas conquistas

CONCLUSÃO:

Deus deseja encontrar essas qualidades em nossa geração. Uma geração não conformada com o mundo, uma geração que adore  de forma verdadeira e uma geração de conquistadores. Mas isso dependerá de cada um de nós e da renovação de nosso compromisso com Ele.



Título: Três revelações e uma convicção

Texto: Ex. 3:7-15

Introdução – Moisés era um pai igual a qualquer um outro de nossos dias. Com seus afazeres diários, com seus problemas, com suas preocupações, com as mesmas obrigações inerentes a um pai. Em sua rotina diária, quando jamais imaginava ouvir a voz de Deus repentinamente Deus lhes fala. Que Deus surpreendente! Fala através de um arbusto chamas.
Deus lhe dar uma incumbência, mas ele, numa resposta meramente humana reluta em cumprir: 
1º - O primeiro argumento de Moisés é: “Quem sou eu Senhor”? – Ele sabia o que iria enfrentar no Egito. Havia fugido de lá quando jovem...   O Faraó Ransés II era um Rei extremamente difícil. Era um grande lutador, empreendedor, Foi um dos maiores faraós que o Egito já teve. Aos 10 anos foi nomeado por seu  pai, comandante chefe de seu exercito e aos 14 anos  participou de combates ao lado de seu Pai. Por isso que é chamado Ransés o GRANDE.... Seria difícil, mas Deus disse:                 “EU SEREI CONTIGO”
2º - O segundo argumento de Moisés foi: “Quando me perguntarem quem me enviou o que vou dizer”?
Os grandes servos de Deus na história atribuíam nomes diversos a Ele, dependendo das circunstâncias:
•Em Gen. 22:8,14 – Abrão chama Deus de Jeová Jireh (o Senhor provê) – Quando vai entregar Isaque
•Em Ex. 17:11-15 – Moisés chama Deus  Jeová Nissi (O senhor é nossa bandeira) Vitória s/ amalequitas
•Em Jz 6:24  - Gideão chama Deus Jeová shalon (O senhor é nossa paz)
•Em Ez. 48:35- Ezequiel chama Deus de Jeová Shama ( O senhor está ali) Na cidade da visão de Ezequiel
•Em I Sam 17:45 – Davi Chama Deus de Senhor dos Exércitos – No confronto contra Golias
•Em Jer 23:6 – Jeremias Chama Deus de Jeová Tisidkenu ( O Senhor é nossa Justiça)

Os Egípcios adoravam vários deuses, eram politeístas e os deuses estavam sempre associados com um animal. Os deuses mais famosos eram Rá e Amon Rá, porém o mais popular era Osíris.
O povo escravizado tinha um conhecimento distante de Deus, e tudo o que conheciam estavam nos registros que levaram dos seus antepassados. Era esta a preocupação de Moisés “Em nome de quem estou sendo enviado”?

TESE: Agora o próprio Deus lhe atribui um nome, “EU SOU” e revela-se através de em três personagens: ABRÃO, ISAQUE e  JACÓ...  Assim o povo teria a convicção de quem se tratava:

1. DEUS DE ABRAÃO – O Deus das promessas infalíveis.

Existia uma promessa feita a Abrão em Gen. 15:13,14 confirmada em Ex 12:36
Nosso Deus é um Deus de promessas, promessas que não falham mas que em seu tempo se cumprem. A promessa de Deus vem sempre associada com a fé dos homens, mesmo que pareça absurda.
Vejam a grande promessa feita a Abrão em Gen. 12:1,2,3 -Sai da terra, da parentela e da casa do Pai significa renúncia... Abrão esperou por um bom tempo a promessa e aos 99 anos tendo sua esposa estéril ainda assim não duvidou. Como ser pai de uma grande nação se nem sequer minha esposa pode gerar filhos? 

-A grande promessa de Deus para nós hoje é a promessa da vida eterna II Pe 3:13, I João 2:25
-Nesta vida não há maior promessa de Deus para nós do que esta: “Eis que estarei convosco...” Mt 28:20
-Ele é fiel para cumprir suas promessas – Heb 10:23

2. DEUS DE ISAQUE – O Deus das Bênçãos imensuráveis 

Gen. 26: 3,4  Para Abrão Deus disse Sai... Para Isaque Deus fala, não sai , fica nesta terra pois a bênção está aí...Resultado da obediência é conferido no V.12... Isaque prosperou andando debaixo da bênção do Pai (25:11)
ILUSTRAÇÃO: O azeite da viúva

3. DEUS DE JACÓ – O Deus das previsões imutáveis   

Quantas previsões falhas há em nossos dias através da meteorologia, astrologia etc... existem até seitas que fazem suas previsões, mas todas as falhas...
Deus fez um pacto com Abraão, que foi reafirmado em Isaque que como fruto de sua obediência ele foi grandemente abençoado... Agora Rebeca está grávida de Gêmeos e Deus faz uma grande e preciosa previsão    Gen. 26:21-26... Esaú = Edon   e  Jacó = Israel

CONCLUSÃO:

Com essas três revelações de Deus a Moisés sobre sua personalidade, o povo teria convicção de quem era o verdadeiro DEUS.
Amados, da mesma forma que Deus se revelou no passado através de Abraão, Isaque e Jacó ele continua a se revelar para cada um de nós em nossos dias não apenas através de suas promessas, bênçãos e previsões mas, também, através do que tem feito em nossas vidas diariamente. Quantas vezes, eu e você não fomos um desses homens onde Deus manifestou o seu poder e através dele levou muitos a ter a convicção de quem Ele realmente é. O Deus que merece toda adoração.                

Título: Viagem ao nada

Texto: Ez 37:1-11

Introdução - O Reino unido foi governado por três reis: Saul, Davi e Salomão. Foi dividido por volta de 931 AC em dois reinos por causa da apostasia de Salomão: Reino do Norte (Israel) com 10 tribos, que foi levado ao Cativeiro Assírio  e Reino do Sul (Judá) com 2 tribos que foi levado ao cativeiro Babilônico por Nabucodonosor. Durante o cativeiro babilônico, três grandes homens, três profetas de Deus, se destacaram: Obadias = Servo do Senhor, era homem humilde (denunciou o pecado de Edon e levou uma mensagem de esperança para o povo) Daniel = Deus é meu juiz, homem de extrema fidelidade e Ezequiel. Em especial, Ezequiel era um homem de extremo dom, pois tinha a capacidade de comunicar-se com Deus através de visões.
•A visão da glória de Deus – Início da sua vocação;  Ez 1:1
•A Visão das iniquidades e vergonhas cometidas no templo – Ez 8:1-4
•A Visão do santuário restaurado; - Ez 40:1
•A visão da matança dos idolatras - Ez 9:3,4
•A visão da futura restauração dos exilados – Ez 11:10-12
•A visão da condenação de Tiro – Ez 26
•Ez 37 A visão do vale de ossos secos

TESE: POR QUE DEUS LEVOU EZEQUIEL A ESTE LUGAR SOMBRIO QUE A PRINCÍPIO NÃO REPRESENTAVA NADA?

1. PARA MOSTRAR O ESTADO EM QUE SE ENCONTRAVA O POVO - vs. 1,2

v. 1 – Osso seco é lixo, não tem valor. É elemento que polui a terra Ez 39:11-16
v. 2 – “Fez andar ao redor” – Para dimensionar a quantidade de ossos e avaliar a condição dos ossos
Não estavam apenas mortos: Haviam morrido, decompostos (2 a 3 anos), secados, desconjuntados, polarizados. Por esta razão
(A) Estavam sem esperança v. 11
(B) Estavam sem identidade
(C) Estavam cortados
A causa morte desta nação era uma doença chamada pecado. Ez. 22:1-5;

2. PARA SER IMPACTADO POR DEUS -  v.3

A pergunta de Deus “Poderão viver esses ossos?” é uma pergunta de impacto.
A) Para o povo da antiguidade a resposta seria negativa (pois para eles o espírito ficava apenas três dias no local do corpo);
B) Uma outra pessoa, no Lugar de Ezequiel, que tivesse vivido o que ele viveu  talvez respondesse com indignado a Deus, pois havia perdido a esposa e ela não reviveu. 24:18 - Mas sua resposta foi: “Tu sabes Senhor”  - Tu és o dono da vida
C) A ordem divina é “Profetiza” – Fazes o que aos olhos dos homens é absurdo... coloca-te na brecha
Em Ez. 22:30 – Deus questiona que não havia ninguém que se colocasse na brecha

Em Atos 17 – O apóstolo Paulo encontra um grande vale de ossos secos, chamado Atenas – Ele foi intensamente inquietado  . O Brasil é hoje um imenso vale de ossos secos. E neste vale milhões já perderam a esperança, a fé, a vida,  a moral etc...

3. PARA REAFIRMAR SEU IMENSO PODER -  v. 4 – 8

A) Foi assim com Jô – Jô 42:2 – Eu sei mais do que ninguém – Depois do que vi e do que me aconteceu3
B) Foi assim com Jeremias Jer 32:27
C) O próprio Jesus reafirma Lu 18:27 – As coisas que são impossíveis aos homens...
D) Foi assim com Sara – Gen. 18:14

Atos 17:6 – Paulo em Tessalônica

4. PARA REVELAR O SEGREDO DA VIDA  -  v.8b-10

João 10:10 – O ladrão não vem senão a “matar” e “destruir”... Eu vim para que tenham VIDA – O Segredo esta em Deus que é o dono da vida
Nosso século é marcado por avanços tecnológicos; métodos de ensinos, tratamentos médicos, cinemas, carros, mas somos a geração da insônia, solidão, depressão, crises - Prova que possuímos mais mortos que qualquer outra época. O segredo está no Sopro de Deus, pois através do Sopro do Espírito é que:
A) O abatido é levantado,
B) Os dispersos são reorganizados
C) Dá um objetivo a vida como um exercito pronto a guerrear;

CONCLUSÃO

Deus deseja nos levar ao vale de ossos secos de nossos dias para nos mostrar o estado do povo, para nos impactar, para reafirmar o seu poder e para revelar o segredo da vida que está nele. Estamos prontos para esta viagem?

terça-feira, 12 de março de 2013

Pantomima "Quem sou eu?" apresentada na Igreja Batista Itapuã
no dia 09/03/2013 pelo grupo MÃOS QUE GLORIFICAM
formado por adolescentes

Foto 1 - Bastidores da apresentação

Foto 2 - bastidores da apresentação









segunda-feira, 11 de março de 2013


Poesia narrada: O último café da manhã

Autor: Clóvis Amaral
Direitos autorais reservados